Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



“E a culpa da crise vai para…”

por cavalheirosdoapocalipse, em 12.02.07

Não posso mais manter-me calado! Já estou farto de todos estes anos sempre a falar-se da crise do país e de se atribuir as culpas constantemente aos mesmos, isto é, aos nossos governantes e, em última instância, à falta de títulos do Benfica.

Porque é que ninguém vê o óbvio, porque é que só eu o vejo? A culpa nunca foi do Sócrates, do Durão ou do Guterres! (Bem, quanto ao Santana… ele é sempre culpado do que quer que seja…) Nem sequer é do Bush, da guerra no Iraque ou da galopante subida do preço do petróleo… Não! A culpa sempre foi, é e vai continuar a ser, única e exclusivamente, da… TVI.

Sim, da TVI. Pensem bem por um bocado… Quando é que a crise em que estamos mergulhados começou? No final dos anos 90 do século passado. “Pois, com o Guterres e a sua governação esbanjadora”, dir-me-ão alguns. Mas, então vocês não vêem que foi nessa mesma altura que a TVI iniciou a sua ascensão, que se chegou à frente nas audiências e começou a marcar indelevelmente o panorama televisivo (e social, acrescento eu) com o Big Brother, o Anjo Selvagem e a Manuel Moura Guedes? Acham que é apenas pura coincidência? Como explicar que na entrada para o século XXI, a TVI continuou o seu caminho de consolidação com mais Big Brother, a Quinta das Celebridades, os Morangos com Açúcar, o Fiel e Infiel, mais Manuela Moura Guedes, o Goucha e a loira, enquanto inversamente e de forma proporcional, Portugal afundou-se mais e mais e os portugueses mostraram-se apáticos, pessimistas e derrotados…?

Nos últimos tempos, tem-se insistido em falar em retoma, mas que continua a ser ainda demasiado lenta e que se explica, na minha opinião, a uma ou outra ausência nos ecrãs da TVI, como por exemplo o desaparecimento da Manuel Moura Guedes ou a falta de reality-shows na Quinta do Pinheiro. Mas, ainda é muito pouco para o país recuperar verdadeiramente e se poder falar em verdadeira retoma. Não podemos esperar que Portugal volte a ser um país positivo e optimista, em crescimento económico e social, enquanto tivermos o Você na TV, o Jornal Nacional, os velhinhos Morangos com Açúcar ou a mais recente Doce Fugitiva…

Portuguesas e portugueses, façam como eu, deixem de sintonizar a TVI nos vossos televisores, coloquem no seu lugar uma mira técnica com as suas barras coloridas. Depois que eu o fiz, a minha vida melhorou imenso e entrei em retoma, a sorte já me sorri, as mulheres também e o Estado já não me massacra tanto nos impostos. Se todos nos unirmos, podemos fazer com que Portugal saia finalmente da crise...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Vídeos de Humor

Mais sobre mim



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.